DIABETES

De todas as  doenças metabólicas o DIABETES é considerada uma doença da cultura alimentar e da desregrada alimentação ocidental.

No mundo, é a mais comum das doenças metabólicas graves, que a grande parte dos doentes tem.

Estatísticas graves da Diabetes:

Trata-se de uma doença que atingiu níveis de descontrole no mundo. De Nova York vem a informação que o número de adultos com diabetes no mundo, mais do que dobrou nos últimos 30 anos, chegando a quase a 350 milhões de pessoas.É uma doença que está intimamente ligada, ao padrão ocidental de vida, com um alto consumo de alimentos refinados, industrializados com baixo consumo de alimentos naturais e integrais.

O que é o DIABETES?

Trata-se do distúrbio crônico de metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas caracterizado pela elevação dos níveis de glicose e insulina circulante no sangue. É considerada uma doença grave, pois em efeito cascata, é responsável pelo desenvolvimento de uma vasta lista de outras doenças, como:

-aterosclerose (doença inflamatória crônica na qual ocorre a formação de placas, compostas por lípidos e tecido fibroso, que se formam na parede dos vasos);

Insuficiência renal (doenças dos rins)

Derrame cerebral – Afecta especialmente as artérias do coração ou do cérebro , perda de função nervosa.

-Problemas cardíacos (infarto do coração),e circulatórios (obstrução da circulação sanguínea das extremidades dos pés/pernas).

-Problemas visuais,

-Lesões de difícil cicatrização, etc.

Quantos tipos de DIABETES EXISTE?

Diabetes Mellitus Tipo I – insulino-dependente. Esse tipo de diabetes, tem início na fase da infância e juventude. É uma doença auto-imune, onde há uma agressão do sistema imunológico do corpo, sobre seus  próprios tecidos; ocorre então, uma destruição completas das células Beta do Pâncreas, responsáveis pela produção do hormônio Insulina.

Diabetes Mellitus Tipo II – Em geral tem início na fase adulta do paciente, é sub dividida em 2 grupos: com obesidade e sem obesidade.Uma doença multi fatorial, que passa pelo desequilíbrio do intestino, com alta absorção de carboidratos, alteração e força da insulina circulante e o desequilíbrio da dieta do paciente, co0m alto consumo de carboidratos refinados proveniente dos pães, massas, refrigerantes, bebidas alcoólicas, etc..

Diabetes Secundário – É quando a diabetes se instala, em decorrência de outras doenças e síndromes como: doença pancreática, distúrbios hormonais, anormalidades dos receptores de insulina na membrana das células (resistência insulínica), a diabetes induzida por drogas e  síndromes geriátricas (dos idosos).

Diabetes gestacional – situação específica e temporária que certas mulheres tem no período gestacional.

Diabetes senil – Característicos dos idosos, trata-se de uma doença decorrente do desequilíbrio ou queda da produção do Pâncreas de insulina e enzimas digestivas. Pode ocorrer também em decorrência da ingestão de um grande número de remédios, ou seja, diabetes como efeito colateral do consumo de drogas.

IMPORTÂNCIA E INTERFERÊNCIA GENÉTICA

Todos nós profissionais de saúde sempre perguntamos na consulta, a respeito das doenças familiares, como possibilidade do desenvolvimento de várias doenças, como o DIABETES, e hipertensão, por exemplo.

Embora a pessoa tenha antecedentes familiares portadores de DIABETES, ele não precisa desenvolver a doença. Isto deve se considerado um alerta! Basta   conscientizar-se, que sua predisposição, pode levá-lo à doença e ser estímulo para mudança dos seus hábitos alimentares, incluindo práticas de exercício físico constantes, visitando seu médico e nutricionista, 2 vezes ao ano, para controles metabólicos.

OBESIDADE

É causa e efeito da DIABETES. O controle do peso é o primeiro passo no tratamento preventivo do DIABETES. 90% dos DIABÉTICOS são obesos.

Mesmo nos indivíduos normais, o ganho de peso significante, passando de sobrepeso a obesidade,  levam o paciente a desenvolver problemas com o metabolismo dos carboidratos, a conhecida resistência periférica a insulina, do tecido adiposo e muscular, gerando níveis altos de insulina e de glicemia circulantes.

Com certeza, estes indivíduos ingeriram dietas bastante desequilibradas, ácidas, a base de muito carboidrato refinado, muita bebida alcoólica, combinadas com sedentarismo e bastante stress.

IMPORTANTE:

Seja qual for o peso a mais que você tenha: 1, 3, 5 ou 10 kg ou mais, faça de tudo para eliminar. Estabilizar o peso afasta a pessoa não só da diabetes mas de uma infinidade de outras doenças como a hipertensão.

 É possível desenvolver DIABETES pela presença de parasitas intestinais?

Com certeza, Ao ir ao médico, peça que ele pesquise em você a presença de parasitas do tipo: ASCARIS LUMBRICOIDES H PYLORI  GIARDIA  CANDIDA  LAICHIMANIA. São possíveis parasitas intestinais capazes de migrarem pelas paredes do intestino e estômago e atingirem o órgão pâncreas, fazendo com que ele se desequilibre em suas funções, exógena de produção de enzimas digestivas e endógena na produção de insulina.

Minha diabetes pode se manifestar muito rápido? de uma hora para outra?

Não, hoje já se sabe que muitos marcadores metabólicos, começam a se alterar alguns anos antes da glicemia alterar.

Alterações intestinais:

1-Disbiose intestinal: a morte dos lactobacilos que protegem o tecido intestinal, interferem no metabolismo da insulina. Desenvolve-se também uma inflamação local e sistêmica do tecido do intestino, alterando sua função causando constipação e muitos gases.

2-Aumento da permeabilidade intestinal: a presença da disbiose intestinal, elevam a absorção de carboidratos, ou seja, o intestino passa a absorver uma quantidade exagerada de carboidratos da dieta; “prato de comida grande, fezes muito pequenas”.

3-GGT – gama-glutamil-tranferase. Esta enzima produzida pelo fígado e pâncreas, é um marcador metabólico importantíssimo na doença DIABETES.O GGT deve ser monitorado anualmente e não pode passar de 16. Essa enzima começa a subir em média, 2 anos antes da instalação do DIABETES. Fique de olho nos seus exames e nos sintomas que ela provoca, fraqueza, fadiga dor e distensão abdominal.

4-Insulina. O controle da insulina é tão importante quanto o controle da glicemia. A insulina de jejum de uma pessoa saudável e magra, deve ser no máximo 5. Valores acima, já se tornam um alerta, que esse paciente está entrando em “resistência insulínica” já está acima do peso ou obeso, e será então, um diabético em breve.

DIABETES COMO CAUSA ALIMENTAR

São inúmeros os produtos alimentícios causadores de DIABETES, e doenças metabólicas em geral.

Os refrigerantes: depletam (retiram do nosso metabolismo) diversos minerais, dentre eles, o lítio e o cromo. Esses minerais, participam da produção e utilização da  insulina.

O álcool: O álcool e o refrigerante, depletam (retiram do nosso metabolismo) o Zinco, mineral importantíssimo na produção, liberação e utilização da insulina.

Com a deficiência desses minerais, o corpo ficamos com mais predisposição para:
– diabetes – obesidade – irritação- ansiedade- angústia- descontroles emocionais

Alimentos funcionais, o que são? Eles podem ajudar no controle da glicemia?

Sim podem! O alimento em incluso no seu valor nutricional, o valor terapêutico, de tratamento de doenças específicas.

Cereal 100% integral: Esse carboidrato entra lentamente na corrente sanguínea sem alterar muito a insulina e a glicemia. Devem aparecer 3 vezes ao dia, na dieta de uma pessoa; nas frutas pela manhã, em bolos e pães (feitos com farinhas 100% integral), no arroz integral, grão de bico e feijão azuki.

Farinhas amido resistentes: Trata-se de um amido de baixa absorção com alto poder de saciedade. Ideal para o DIABETES.A farinha de banana verde, é um bom exemplo.

Atenção: Qualquer mudança de hábitos alimentares, especialmente no caso do DIABETES, deve ser feito por um nutricionista funcional, habilitada a ajudar esse paciente.  É muito importante controlar no paciente, a ingestão de alimentos no decorrer do dia. É importante para o diabético distribuir os carboidratos simples e complexos, de baixo e alto índice glicêmico, no decorrer do dia, para evitar picos de insulina e glicemia.

Denise A. Nogueira – Nutricionista CRN 605

Alimentação e Nutrição da Pele

A pele é o maior órgão do corpo; entre várias  funções, na manutenção da vida, podemos resumir que as mais importantes, é exercer a proteção e o isolamento de órgãos, músculos e ossos do corpo. A pele também equilibra a temperatura de 36’C do corpo, através da contração e relaxamento dos poros, usando especialmente a  transpiração, para expulsar o excesso de calor interno (em dias quentes e pelo movimento do exercício físico). A pele elimina toxinas (catabólitos) produzidas pelos tecidos. É formada por 2 camadas de células, a epiderme e a derme.

A pele exterioriza a vida e saúde de uma pessoa. Nos jovens, a pele expressasse pelo viço (brilho) e vitalidade; nos idosos, a pele se apresente sem vitalidade, enrugada  com alto grau de desidratação.

A pele, respira! A respiração pulmonar é importante. O oxigênio também é considerado nutriente da pele.

Quando avaliamos a nutrição e viço da pele, não levamos em consideração somente a alimentação e hidratação, mas especialmente como está o intestino delgado e grosso dessa pessoa.

Os intestinos são órgãos responsáveis,  pela digestão e absorção dos nutrientes dos alimentos, compactação e eliminação dos resíduos alimentares.

Um local rico em bactérias, propício para a formação de toxinas, que quando não eliminadas, entram pela corrente sanguínea, agredindo órgãos internos e a própria pele.Vemos desta forma, erupções e alergias por exemplo. A pele é capaz de expurga toxinas do corpo através da transpiração, mas também de absorvê-las, por isso analisar todo produto químico, que se passa na pele.

A pele é um órgão, que também expressa a oscilação hormonal, que observamos nos adolescentes, com aparecimento das espinhas.

Um cardápio variado,  contendo  todos os grupos alimentares, crus e cozidos,  ricos em fibras solúveis e insolúveis, gorduras de boa qualidade, são a única fonte de nutrientes que chegam à nossa pele, sob a forma de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos graxos e gorduras. Esta é a nutrição de “dentro para fora”.

Não nos esqueçamos da água, preferencialmente de natureza alcalina, pH sempre acima de 7,0, em quantidade que variam entre 1,5 a 2,0 litros por dia, podendo chegar até mais de 2 litros, isso vai depender do quanto a pessoa transpira.

Muitas vitaminas tem função específica na qualidade e vitalidade da pele.

Vitamina C (ácido ascórbico) – tem papel importante na formação e manutenção do colágeno.

As vitaminas lipossolúveis, A,D,E, participam diretamente da saúde de todos os tecidos, internos e externos do corpo.

As vitaminas do complexo B, Tiamina(B1), Nicotinamida(B3), Ácido pantotênico (B5) Piridoxina (B6) por exemplo, dão equilíbrio a o metabolismo da pele.

Todas as vitaminas e minerais antioxidantes, no que se inclui o zinco, betacaroteno, selênio, vitaminas A,E atuam diretamente na pele, pois ela, sofre forte ação oxidação (produção de radicais livres) quando exposta a raios solares. Um bom mix de frutas, somado a cenoura/abóbora e folhas verdes, antes da praia, atuam como um grande protetor solar, ajudando a bronzear.

Não podemos nos esquecer dos óleos e gordura de boa qualidade, na alimentação. São insubstituíveis na sua função dentro do metabolismo. Importantíssimos na manutenção do viço(brilho) da pele, devem fazer parte da nossa alimentação sob a forma de óleos vegetais (azeite de oliva, óleo de coco e abacate) e gorduras saturas (manteiga/gema de ovo), em quantidades  controladas.

O EPA, um componente dos óleos vegetais, age como potente anti inflamatório. Nós não fabricamos esse tipo de nutriente e precisa vir dessa fonte alimentar.

O iodo é outro nutriente que nossa pele utiliza para manutenção da vitalidade, não só a tiróide e a mama usam. A melhor fonte de iodo, deve ser dos sais minerais integrais, como é o caso do sal grosso/ sal marinho. Bata sal grosso no liquidificador e use-o no preparo das refeições; possui mais de 80 minerais .

A alimentação variada com 4 a 5 porções de frutas por dia, somado a 4 a 6 porções de legumes e verduras, cereais integrais, proteínas animais e vegetais, óleos e gorduras, englobam variedade de alimentos que devem compor a nossa dieta diária.

Fora o consumo de alimentos naturais e integrais, podemos fazer uso dos suplementos.

O MEL PRÓPOLIS E GELEIA REAL- tem potente ação imunológica (proteção) e cicatrizante, ideal para a pele.

OMEGA 3– Insubstituível na sua função natural o EPA (um componente do ômega 3) tem ação anti-inflamatória e ação local nos tecidos em geral. Estão presentes no óleo de peixe, óleo de linhaça, óleo de fígado de bacalhau, óleo de gérmen de trigo.

ALGAS MARINHAS: As algas foram as primeiras formas de vida que apareceram no globo terrestre. Elas concentram uma grande variedade de vitaminas, minerais e grande variedade de proteínas. Como suplemento de base para a alimentação e para a pele é muito importante Silício (cavalinha).

LACTOBACILOS: Os lactobacilos são microvidas que habitam em todos nossos tecidos úmidos (mucosas aquosas e serosas) e especialmente na pele. Hoje já temos isolados para suplementação, lactobacilos específicos para couro cabeludo( no tratamento de caspa) para dermatites, alergias, erupções, melasma, etc. Lactobacilos é vida da pele e saúde intestinal. Quando você toma lactobacilos, você melhora as funções digestivas e intestinais além de melhorar a pele. Todas as vezes que uma pessoa toma antibiótico e/ou anti inflamatório por mais de 7 dias, anticoncepcionais, remédios para pressão, deveriam tomar lactobacilos, para repor essas micro vidas, eliminadas por esse tipo de remédio.

 Agressões da pele.

A pele absorve todo produto a qual ela entra em contato.Nossa casa é uma fonte poderosa de toxinas para nosso corpo e para nossa pele. Desta forma, devemos nos proteger com luvas adequadas, antes de entrar em contato com cloro(alvejante de roupas), detergentes de pia, produtos multiuso de limpeza da casa, desinfetantes, etc. Tudo muito nocivo.

Não basta uma alimentação equilibrada, bastante água, mas efetivamente, precisamos nos afastar de possíveis agressores da pele.

Denise A. Nogueira – Nutricionista CRN  605

OBESIDADE – UMA DOENÇA MUNDIAL – DE FUNDO NUTRICIONAL

A alimentação rica em carboidratos refinados, (farinha branca / açúcar/ Paes e bolos) associado ao excesso de Omega 6 – excesso de óleos e gorduras hidrogenadas, levaram a população mundial a uma explosão de obesidade, de câncer e doenças não transmissíveis como diabetes e doenças cardiovasculares, como nunca se viu!

Os doentes e os obesos através da alimentação, colocaram-se em contato com mais de 10mil produtos químicos conservantes de alimentos, flavorizantes edulcorantes, fertilizantes e agrotóxicos que desequilibraram todos o metabolismo expondo o corpo a todas essas doenças. Sem contar o efeito do cigarro e do álcool. Para piorar o quadro, essa mesma população deixou de consumir 4 a 5 frutas ao dia, legumes e verduras em quantidades significativas, cortaram os cereais integrais, cortaram os óleos e gorduras  de boa qualidade. Tomam muito pouca água. Este quadro de doenças e obesidade, só se reverte com a  consciência da pessoa,  de que precisa mudar a sua alimentação. A OMS em seus últimos levantamentos, concluiu que as crianças nascidas de 1995 para cá, se não mudarem sua alimentação, não chegarão, a idade de seus pais, irão morrer antes. Uma catástrofe mundial!

Lembrem-se disto, A sua doença atual pode ser apenas carência  nutricional! nada substitui um alimento natural e integral e sua função de promover saúde; Alimente-se bem, viva saudável e feliz! Dra. Denise Nogueira (Nutricionista)

 

TPM

A mulher necessita de uma variedade muito grande de vitaminas e minerais para especialmente, manter seu ritmo hormonal oscilante, em perfeito equilíbrio. A vitamina B6 o magnésio, a vitamina E, são indispensáveis para elas.

A vitamina B6 participa de mais de 100 funções corporais, atua como coenzima, na ação de muitas enzimas metabólicas. A Vitamina B6 melhora a insônia por participar da produção melatonina; na TPM a vitamina B6, reduz o estrógeno em excesso, diminuindo os sintomas de irritação e alteração do humor. A vitamina B6 reduz o sintoma de  depressão; é um grande protetor cardiovascular por diminuir a homocisteína circulante.

Você sabia que os anticoncepcionais jogam fora vitamina B6 e acabam promovendo a TPM!

Grão de bico, abacate, banana, batata, peixes, são grandes fontes de B6.

ANTIOXIDANTES

Nosso corpo pelo processo de geração de energia e pela da respiração, formam os conhecidos radicais livres, responsáveis pela oxidação de tecidos e estruturas, levando a doenças cerebrais, cardiovasculares, câncer e ao envelhecimento.

Minerais como o zinco, cobre e selênio, agem como antioxidantes, pois saciam a voracidade desses radicais livres, diminuindo os referidos sintomas.

Beta caroteno, vitamina E , vitamina A, Vitamina C, são grandes antioxidante, agem diretamente nas membranas da célula, nas moléculas carregadas de íons negativos, inibindo a reação de oxidação.

Somente os alimentos naturais e integrais podem oferecer essa variedade grande de nutrientes, de uma forma constante e  eficaz. Existem inúmeros livros que relacionam a doença que vc tem com a carência de nutrientes específicos. Pesquise! Você sabia que  80% de todas as clinicas médicas estão tratando de doenças geradas por carência nutricional, e pelo excesso de consumo de alimentos industrializados ricos em produtos químicos conservantes?

Lembrem-se disto, A sua doença atual pode ser apenas carência  nutricional! nada substitui um alimento natural e integral e sua função de promover saúde; Alimente-se bem, viva saudável e feliz! Dra. Denise Nogueira (Nutricionista)

A importância das Vitaminas

A carência de vitamina D, tornou-se uma pandemia, que se define como uma enfermidade ou carência nutricional, amplamente disseminada no mundo todo; que quase todo mudo tem!  A falta de tempo para tomar sol, medo de tomar sol e uso excessivo de protetor solar, levaram as pessoas a ter dificuldade de sintetizar essa importante vitamina, por falta de contato com o sol.

Dores de cabeça, fraqueza, artrite, fibromialgia, diabetes, constipação intestinal, psoríase, hipertensão arterial, osteopenia e osteoporose que não melhoram com tratamento, apontam para falta crônica de vitamina D.

De gema de ovo a abóbora, todos alimentos amarelos são fontes de vitamina D.

A DEPRESSÃO, é a doença emocional mais frequentes no mundo, junto com a ansiedade. Cada vez mais cedo, as pessoas são diagnosticadas com algum grau de depressão. Você sabia que depressão emocional pode ser carência nutricional?

A falta de vitamina C, B1, B2, B3, B6, Biotina(vitamina H), PABA, B12, B15; A falta de minerais como o zinco, ferro, magnésio, potássio, cobre, cromo, vanádio, lítio, rubídio, manganês ; A falta de aminoácidos como Metionina, Taurina, Triptofano, Fenilalanina,Treonina; A falta do  ômega 3,  tem como sintoma a depressão?

Antes de tomar um anti depressivo, avalie sua alimentação. Somente uma alimentação natural e integral, pode oferecer esta imensa variedade de nutrientes diariamente, para que você não entre em depressão metabólica e por consequência a depressão emocional.

A OMS definiu que a colônia de lactobacilos que habita no nosso intestino e os tecidos úmidos do nosso corpo (as mucosas), são considerados um órgão vivo, a parte do nosso organismo. Eles vivem em simbiose com nosso corpo, damos casa e comida a eles, e eles trabalham para nos auxiliar na nossa imunidade,  na produção de vitaminas, no controle do metabolismo e na própria vitalidade e função dos intestinos.

Os problemas intestinais tornaram-se um dos mais presentes na vida das pessoas. Constipação, diarreia, formação de gases, abdome inchado, fezes em bolinhas, ou desmanchadas, são alguns sintomas externos do desequilíbrio intestinal (aquilo que vc vê).  Como sintoma interno do  desequilíbrio do intestino, (ou seja, aquilo que você sente)  temos uma grande variedade de doenças:  Alergias em geral, bronquite, rinite, sinusite, enxaqueca, dor de cabeça, doenças auto imunes como Tireoidite de Hashimoto / Artrite / Diabetes tipo 1/ Lupulos eritematoso/. Tudo isto acontece porque você tem uma alimentação ácida, repleta de produtos químicos, come muito alimento industrializado e toma muitos remédios.

Intestino equilibrado é a certeza de uma vida repleta de saúde e vitalidade. Afaste-se de alimentos industrializados Coma muitos alimentos ricos em fibras, naturais e integrais. Tome muita água alcalina, assim como o intestino é.

Lembrem-se disto, A sua doença atual pode ser apenas carência  nutricional! nada substitui um alimento natural e integral e sua função de promover saúde; Alimente-se bem, viva saudável e feliz! Dra. Denise Nogueira 

 

 

A Importância dos Alimentos

Os alimentos naturais e integrais, são ideais para nossa alimentação, por trazerem todos nutrientes responsáveis por gerar energia, equilíbrio e saúde ao nosso metabolismo físico, mental e hormonal.

Se você vive aquele cansaço crônico, sem disposição e energia para nada, baixa libido, avalie seu consumo de vitamina C.

A vitamina C + zinco+ Vitamina B5  são nutrientes indispensáveis ao funcionamento da nossa glândula supra renal, que produz e regula o cortisol, a adrenalina,  os hormônios sexuais, responsáveis pela nossa energia,  força para luta e para a vida e pela disposição sexual,.

Acerola, maracujá, caju, pimentão são as melhores fontes de vitamina C.

Cereais como amaranto e o gérmen de trigo, são uma das mais importantes fontes de zinco.

Se vc tem problemas de queda de cabelo, vc pode estar carente de vitaminas e minerais que regulam e mantém a vitalidade e volume do seu cabelo.

O óleo de coco inibe a produção de uma substância chamada 5 alfa redutase,que faz cair cabelo. O PABA é uma parte da molécula do ácido fólico, que também previne a queda de cabelo. O consumo diário de 1 colher de sopa de gergelim negro, ao longo do tempo, pode escurecer o tom branco dos fios de cabelo. Coma 4 porções de cereais integrais por dia, para manter um cabelo forte e saudável. A vitamina C e a biotina proveniente dos legumes, verduras e frutas, nutrem as bases do bulbo piloso.

Os alimentos naturais e integrais trazem para nosso corpo, todos nutrientes responsáveis pela manutenção da saúde e vitalidade, por gerarem energia,  equilíbrio e saúde ao nosso metabolismo físico, mental e hormonal.

Se seu problema é de MEMÓRIA, atenção a esta dica!

Nosso cérebro necessita de muitos nutrientes, para manter-se alerta e saudável. A colina,o inositol, e seus derivados, como acetilcolina e a fostatidilserina, são importantes nutrientes cerebrais, além de ativarem as funções dos neurotransmissores! Junto com a Vitamina B12 participam da estrutura das células nervosas (a bainha de mielina).Estão presentes especialmente nos ovos, verduras e na couve flor.

O DHA componente do ômega 3, nutri nosso cérebro, retardando o a morte dos neurônios e o envelhecimento cerebral.

– O morango, pêssego, uva, maçã, kiwi, espinafre e cebola, tem um componente chamado FISETINA que estimula o aparecimento de novas conexões neurais, além do fortalecimento das células nervosas existentes.

Lembrem-se disto, A sua doença atual pode ser apenas carência  nutricional! nada substitui um alimento natural e integral e sua função de promover saúde; Alimente-se bem, viva saudável e feliz! Dra. Denise Nogueira 

Alimentação Saudável

A alimentação saudável é a única forma que temos para manter a saúde do nosso corpo físico, corpo mental e emocional de uma maneira natural. Somente os nutrientes provenientes dos alimentos, promovem um perfeito equilíbrio das funções do nosso corpo; isso nos traz saúde, e qualidade de vida.

De acordo com as necessidades de cada um (uns mais e outros menos), necessitamos diariamente de 6 grupos de macro e micro nutrientes, assim definidos: Carboidratos / gorduras / proteínas / vitaminas / minerais / água, que sinergicamente, destinam-se a manutenção da nossa vida. Os nutrientes devem vir obrigatoriamente dos alimentos naturais e integrais. Mude sua alimentação hoje, afaste-se o quanto possível de alimentos industrializados e produtos alimentícios. Promova saúde hoje; retarde seu envelhecimento. Desfrute de muitos anos de vida.

VOCÊ CONHECE ESTE TERMO? ALIMENTOS FUNCIONAIS?

Muitos alimentos já foram assim classificados por terem, somadas às sua função de nos alimentar, a capacidade de regular o nosso metabolismo, tratando e prevenindo doenças,  recuperando possíveis desequilíbrios. Interferem  nas milhares de reações químicas que acontecem a cada minuto no nosso metabolismo! São alimentos capazes de modificar, reequilibrar nosso organismo.

-O tomate possui um pigmento chamado licopeno, que age na prevenção do cânceres de próstata, cólon, pâncreas e pulmão.

– O alho e a cebola possuem uma substância chamada  aleína, um excelente anti  inflamatório.

-Omega 3 presente no óleo de linhaça e nas algas marinhas, reduz o riscos de problemas cardiovasculares.

-O vinho que fornece compostos fenólicos como o RESVERATROL, é um dos melhores antioxidantes, auxiliam na redução do problemas cardiovasculares, reduzindo a velocidade do envelhecimento .

-Água do quiabo é capaz de regular a glicemia.

 

Lembrem-se disto, a sua doença atual pode ser apenas carência  nutricional! Nada substitui um alimento natural e integral e sua função de promover saúde; Alimente-se bem, viva saudável e feliz! Dra. Denise Nogueira